Cabeça de Mãe

Fim de Férias

Fim de férias.

Carnaval chegou ao fim e mais um início de ano letivo se aproxima. A inevitável facada do material escolar já foi desferida. Doeu profundamente. O uniforme novo devidamente lavado e pronto para uso. Como eles podem crescer tanto durante as férias? Mochilas fechadas com cheirinho de novo. Tudo em ordem. Menos uma coisinha. Meu coração.

Férias para eles são férias para mim. Férias aqui em casa significa colchão na sala, café fora de hora, praia numa quarta, sorvete pelo bairro, cara de sono esparramada pelo sofá, maratona de filmes, pipoca de lanche, lanche de jantar. Férias tem cheiro de sonho, de alegria, de cumplicidade. Como eu gosto de férias com eles… Viajando ou em casa é sempre a melhor pedida. Estar com eles.

Este ano tínhamos muitas coisas para arrumar. Decidimos ficar por perto. Viajamos pelo Rio mesmo. Fomos para Cabo Frio e Ilha Grande (depois eu conto). Mas principalmente nessas férias decidimos cuidar da casa. Ela precisava de uma nova cara, nova cor. Nós mesmos fizemos o serviço. É sempre assim por essas bandas. Escolhemos tinta, furamos parede, imprimimos novos quadros, mudamos luminárias. Uma parede inteira se tornou galeria. Pequenas recordações de onde já estivemos ganharam lugar de destaque no novo mural.

Reorganizamos a biblioteca e separamos alguns títulos já lidos para doar. Tentei até participar do dia nacional do “Esqueça um livro”, aquele em que a gente deixa um título em algum lugar da cidade. Num ponto de ônibus, no metrô, numa praça… Fui fraca. Não consegui. Era como se eu desse as costas para alguém querido. Como se eu abandonasse um amigo. Fracassei totalmente. Ou quase. Estão separados e serão doados, mas nunca esquecidos. A cozinha também me recebeu empolgada. Resolvi me aventurar mais por esse cômodo tão temido por mim. Li em algum lugar que cozinhar é um ato de amor. Virou meu mantra. Enchi o peito de coragem, a taça de um bom vinho e o ambiente de música e lá fui eu. Ou eu aprendo a cozinhar ou viro uma alcóolatra dançante.

Faltam apenas poucos dias para a casa voltar ao ritmo frenético das aulas. Está tudo em ordem. Menos uma coisinha. Meu coração. Já estou com saudades da bagunça, dos abraços fora de hora, dos sorrisos, de ouvir “mamãe” de cinco em cinco segundos. Quero férias novamente. Com eles. Sempre.

Post Anterior

Guga!

Próximo Post

Era uma vez...Duas locadoras incríveis em Copa.

Comentários

  1. Nídia Blanco Villela
    14 de fevereiro de 2016 at 07:59 — Responder

    E eu, tendo o privilégio de testemunhar todos, ou quase todos, os infindáveis agarramentos, esses aconchegantes abraços, imagino a dor em seu coração com essa volta às aulas. Nota 10, filha. Lindo demais! Beijo.

    • 15 de fevereiro de 2016 at 08:30 — Responder

      O dia começou cedo por aqui hj, mãe. O aperto no coração estava doendo, mas agora ele cedeu lugar para a ansiedade. Quero saber logo como foram no 1o. dia! Bjs

  2. Liana Placenti
    14 de fevereiro de 2016 at 23:19 — Responder

    Amei. Estava com saudade de ler suas crônicas. Bjs saudosos. Seus filhos são encantadores.

    • 15 de fevereiro de 2016 at 08:31 — Responder

      Eu também estava! Adorei poder revê-la, querida amiga. Já sinto saudades dos seus sorrisos encantadores. Bjs em todos!

  3. 20 de fevereiro de 2016 at 13:31 — Responder

    Lindo como sempre prima, lindo tema..escrito lindamente………

    Opinão pessoal…quem mora em Copacabana (RJ)…. nem precisa sair ( do bairro…cidade…estado ..ahahaha….) para curtir…. lindas férias.. Que inveja….. santa

    Beijos

    • 21 de fevereiro de 2016 at 17:55 — Responder

      Rsrsrsrs. Eu sei que Copa é deliciosa prima e não é a toa que dedico uma parte do meu blog a ela, mas sair da rotina um pouquinho também é maravilhoso e talvez faça a gente voltar ainda mais apaixonados pelo bairro. Quando você aparece?

  4. 21 de fevereiro de 2016 at 17:36 — Responder

    Excelente ! Aproveitando para agradecer a sua dedicatória no livro . Gostei muito dele .Abraços !

    • 21 de fevereiro de 2016 at 17:59 — Responder

      Puxa, que notícia boa! Te mandei um e-mail hoje querendo saber se havia chegado direitinho. Muito feliz que gostou! De verdade! Muitos beijos!

      • 22 de fevereiro de 2016 at 10:45 — Responder

        Continue feliz… Beijos de luz,paz e amor no coração !

Deixe seu comentário aqui.